close

O final do ano está aí, e você pastor, administrador da igreja estão preparados financeiramente para os desafios que estão por vir? 

O ano de 2020 mostrou a praticamente todas as pessoas do mundo que sem planejamento a igreja dificilmente consegue ficar de pé. A igreja precisa estar sempre preparada, uma vez que os todos os departamentos e ministérios dependem da saúde financeira para se desenvolverem e atingir seus propósitos.  Então se você ainda não começou o planejamento, neste post você vai aprender como fazer a gestão financeira da igreja para 2021.

Certamente você está se perguntando por onde começar? Todos nós sabemos que administrar a área financeira da igreja é bem desafiador, pois quando se trata de finanças, o cuidado precisa ser redobrado.

Entenda quais são os principais passos para realizar um planejamento completo e eficaz para sua igreja.

 1. Análise de cenário

Nesta primeira etapa fazemos a análise de cenário geral da sua igreja. Realize o levantamento dos dados financeiros reais, como histórico de atuação das gestões anteriores e todas as suas ações bem sucedidas. Essa ação possibilita à igreja uma visão mais detalhada do cenário financeiro atual e permite a tomada de decisão mais fundamentada e assertiva para o ministério.

2. Definição de Objetivos e Metas

Após a análise geral do cenário financeiro da igreja, chegou a hora de definir os objetivos e metas financeiras para o próximo ano. Crie metas e objetivos, tanto para a igreja, quanto para as áreas de seu ministério. Lembre-se: essas ações estratégicas precisam ser claras, tangíveis e que possam ser desdobradas em indicadores que mostram a proximidade da igreja em relação aos objetivos definidos.

3. Controle [PLANILHA]

Para mensurar resultados periodicamente e monitorar a implementação do planejamento na igreja, você precisará criar um método de controle. Por isso, nós da Prover resolvemos dar uma ajudinha.

Disponibilizamos gratuitamente um modelo de planilha de controle financeiro para igrejas, que pode ser editado no Excel ou nas planilhas do Google.

A planilha é um instrumento prático e simples onde você pode controlar o financeiro de seu ministério. 

Acesse a Planilha

Ao acessar a planilha você vai perceber que ela é fácil de usar e super intuitiva. Dê uma olhada nas categorias, você pode adequar conforme a realidade e as reais necessidades da sua igreja.

4. Capacitação de pessoas na gestão financeira

Em muitas igrejas, a gestão financeira é realizada por voluntários ou pelo próprio pastor. Em alguns casos, os voluntários responsáveis para acompanhar as finanças da igreja não são capacitados para a função, com isso encontram grandes dificuldades durante suas tarefas, como: não saber utilizar as ferramentas básicas do Excel, cometem erros nos lançamentos de valores, falta de estratégias nas emergências e oportunidades financeiras da igreja, entre outras problemáticas.

E para garantir a eficiência contínua na gestão financeira nos âmbitos estratégicos e operacionais, os gestores da igreja precisam priorizar os treinamentos de seus funcionários no intuito de aprimorar os conhecimentos profissionais, bem como a performance da área.

Lembre-se: a capacitação continua dos funcionários sempre será um investimento para sua instituição.

5. Transparência

A transparência na gestão financeira é uma prática primordial na governança de qualquer empresa, com as instituições religiosas não pode ser diferente. Para assegurar a transparência na gestão financeira de sua igreja, o gestor ou responsável da área precisa realizar a prestação de contas. 

A prestação de contas é realizada para a comprovação de todas as transações financeiras realizadas pela igreja durante um período, onde todos os membros da igreja consigam avaliar para onde foram destinados suas contribuições e doações, bem como a qualidade da gestão.

4. Gestão financeira além de planilha

Durante toda a matéria falamos dos principais passos para realizar uma gestão eficiente e um planejamento adequado para 2021. Provavelmente você percebeu que todos os passos se integram. Um exemplo é a prestação de contas na igreja. É praticamente impossível realizar essa ação sem o controle de todos os registros das movimentações de forma precisa.

O controle financeiro através de uma planilha pode facilitar a dia a dia da igreja, mas somente com as tarefas básicas. Ou seja, uma planilha não vai resolver toda a gestão financeira de seu ministério, pois a atividade financeira envolve muitos processos que vão além de um documento.  

Para reduzir a margem de erros financeiros e aumentar a eficiência da gestão em sua igreja você pode contar com os recursos de uma Plataforma de Gestão Financeira. 

A Prover é uma Plataforma Integrada capaz de automatizar toda a gestão de sua igreja. Com ela você tem acesso ao controle financeiro do seu ministério um jeito descomplicado. Dentre as funcionalidades financeiras presentes na Plataforma, os processos de pagamento, sejam físicos ou online e também os recebimentos se tornam muito mais viáveis e facilitados

Saiba mais sobre a Plataforma Prover

Receba artigos e materiais gratuitos

Cadastre seu e-mail e receba dicas e artigos para te ajudar a gerenciar seu ministério de forma simples e 100% online.